Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de março de 2014

Estudo de M12 da semana: A FIDELIDADE DO DISCIPULADO



Estudo de célula da semana: EU DEPENDO DE UM ENCONTRO COM DEUS. CLIK EM ESTUDOS DE CELULAS



A FIDELIDADE DO DISCIPULADO


A FIDELIDADE DO DISCIPULADO
Mateus 9:14-17
fidelidade do discípulo depende da aliança que o líder tem com Deus. Você poder ser, teoricamente, fiel a Deus, mas, na prática, infiel.
Na mesma medida que sou fiel a Deus, eu sou fiel ao meu discipulador e discipulado.
Quando o discípulo quebra uma aliança com odiscipulador, verifica que aliança com Deus já tinha sido quebrada. Ele já estava sendo infiel com Deus.
Na teoria, é muito fácil o discípulo se auto-proclamarfiel, mas a prática tem que mostrar o testemunho da fidelidade. Muitas vezes, proclamamos que oramos, jejuamos, mas não temos sido fiéis. Jesus quer-nos ensinar a rota correta da fidelidade.
Fidelidade independe de relacionamento e sentimentos.
João Batista era um homem rude, de deserto, que nãoteve a voz de seu pai durante os nove meses que estava sendo gerado, pois seu pai ficou mudo no período da gestação de Isabel (Lucas 1:20)
Imagine que mesmo sendo desta forma, João Batista tinha discípulos. Alguns, discípulos de João não o abandonaram mesmo quando ele estava preso.
Tem pessoas que andam de um lado para o outro, migrando, rompem uma aliança, porque eles não temcaráter de fidelidade.
A Visão Celular é uma Igreja de ensino, de discipulado e temos orado para que a santidade de Deus nos marque.
Nenhum discipulador ou discípulo responde de igual modo ao que recebe. Todos recebem a mesma doutrina, mas têm respostas diferentes, porque as pessoas são diferentes. Porém, uma aliança esta acima de sentimentos.
Seu pai e sua mãe são perfeitos? Não! Mas, você não aceita que alguém fale mal da sua mãe. Por mais difícil que seja seu pai ou sua mãe, você não pode negar sua filiação. Assim é seu discipulador. Nenhum deles é perfeito, todos têm dificuldades, mas todos desejam lhe ver crescer em Cristo.
Precisamos cobrir as costas do nosso líder e da equipe.
Não é porque o discipulador tem uma dificuldade ou porque o discípulo tem uma dificuldade que sejam descartáveis. Ninguém é descartável. Não exija dos outros aquilo que você não é.
Nós precisamos de discipulado! Antes de disciplinar,discipule!
Quando Deus levanta um discipulador, ele não levanta um discipulador pronto; Ele levanta umdiscipulador e pronto! No processo de discipulado, Deus vai capacitando.
Jesus não condenou os discípulos de João quando estes Lhe perguntaram sobre jejum. Mas o Mestre lhe falou de coisas que eles não conheciam.
Jesus era pano novo que não podia ser retalhado. Jesus não veio para remendar as coisas, para fazer uma colcha de retalhos; Ele veio para trazer vestes novas, por inteiro.
É Jesus quem nos dá vestes novas. É Ele quem nos veste do novo homem. O Senhor não pega nossas vestes velhas, vestes de deserto, vestes cheias de costumes errados e faz remendos.
Para ter êxito na Visao Celular no Modelo dos 12 é preciso romper com as velhas estruturas.
Esta é a função do discipulado: levar vestes novas para as pessoas. Vamos receber pessoas nas células que vão querer remendar as coisas. Muitas pessoas têm muita dificuldade em andar na Visão Celular, porque querem fazer remendos. Arranque essa natureza velha e você terá êxito no seu ministério.
Podemos até colocar remendo novo em cima do velho. Aparentemente, tudo vai parecer novo, mas por dentro estará tudo velho. Deus não mistura as coisas: ou é novo ou é velho.
Remova da sua alma as coisas velhas. Pare de estar remendando!
Todos precisam ver que sua roupa é nova. Isso significa caráter novo. Deus quer-lhe dar um caráter novo.
Quando colocamos remendo novo em pano velho, não ficaremos nem com uma coisa nem com outra, porque a rotura será maior. Ou você fica na vida velha ou mergulha na vida nova. O que você quer? Decida pela vida nova, pois o Senhor quer trocar suas vestes.  Você é odre novo que recebe vinho novo. Jesus é a videira e Ele quer derramar em sua vida o vinho novo.
Sinto que estamos vivendo um novo tempo, no ministério, no discipulado, então não podemos aceitar que nossa alma fique pressa em alguns sentimentos, ou atémesmo em infidelidades, temos que perdoar, para que vinhos novos (novos discípulos) venham e recebamtambém do vinho novo. Os odres somos nós, que precisam estar bem estruturados, para que mais tarde esses odres não quebrem e tragam perdas, traumas.
Qual vinho tenho derramado sobre a vida dos nossos discípulos?
Vamos fechar as portas dos fundos, não vamos fazer remendos, para que venha uma grande colheita sobre nós neste ano de 2014.

sexta-feira, 21 de março de 2014