Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

MENUCHAH, DESCANSO DO SENHOR



Menuchah é a palavra hebraica para descanso, como se vê em Gênesis 2:2 “ E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito.” Não significa dormir, mas sim, paz, harmonia, felicidade, ou sem contendas.
Diferente do que muitos pensam, Deus não dormiu, ou deitou-se para descansar, ou até mesmo tirou umas férias, Ele terminou um ciclo, o ciclo da criação e começou outro ciclo. Veio um tempo de paz, havia harmonia no universo, era um tempo de alegria pela obra feita, era um dia que não tinha contenda alguma. “Um lugar assim, provavelmente era o céu”. Na verdade foi para isso que Deus nos criou, mas o pecado entrou na humanidade e tudo isso se foi. Só podemos encontrar estas coisas no Senhor, quando descansamos Nele.
Descansar em Deus é ter paz, alegria, sem contendas, não é ficar parado, ou na inércia, esperando Deus fazer, sem ter atitudes, enfim, é encontrar em Deus o nosso verdadeiro descanso.
Quando o corpo cansa, deitamos, comemos para repor energia que é transformada em calor, dormimos, mas, quando a alma cansa, não é assim. Uma alma cansada só tem descanso no Senhor. Alma cansada vem já, pois só em Deus há descanso para nossa alma. Muita gente não entende o seu cansaço, porque talvez seja um cansaço na alma, tem pessoas que nunca estão descansadas. Deus tem o descanso para sua alma. Deus trará paz, alegria, o descanso que sua alma precisa está em Cristo. Jesus disse em Mateus 11:28-30 “ Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos....” Só Jesus pode nos dá o descanso devido.
Sete é o número do perfeito, da obra completa de Deus, sétimo dia é o dia que se completa um ciclo e começa outro, o Shabat é mais importante para o judeu do que o domingo para cristão ou a sexta feira para os muçulmanos. Shabat quer dizer sábado, que significa descanso ou cessar, que hoje Deus possa fazer cessar todos os argumentos na sua vida, o tempo da miséria e da esterilidade, e comece um tempo de prosperidade, de alegria, um tempo sem contendas, um tempo de paz.
Quando Arão entrava no santo dos santos, ele molhava o dedo no sangue do sacrifício e borrifava sete vezes no propiciatório, na tampa da arca. Vejo ai um sinal que aponta para o Messias, que não derramou sangue somente na cruz, mas em sete lugares. Assim foi a redenção completa, a obra completa, que traria alegria, paz para os remidos do senhor. Quando Deus faz a obra Ele faz por completo (Fp 1:6). Creio que Deus tem um plano em sua vida, e com certeza os planos de Deus são perfeitos. Descanse no senhor. MENUCHAH!
Shalom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário