Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de julho de 2010

LEVANTANDO OS MEUS DOZE 1


Mateus 10:1-15

" Tendo chamado os seus doze discípulos, deu-lhes Jesus autoridade sobre espíritos imundos para os expelir e para curar toda sorte de doenças e enfermidades."

Jesus levantou os seus doze, Ele curava a muitos, libertava, e disse que a seara era grande, mas, poucos eram os trabalhadores. Poucos estavam prontos para curar o povo, libertá-los. Jesus então chama os seus doze. Como filho obediente, cumpre o comando do pai, pois está no coração do Pai o MODELO DOS 12.
Jesus não faria nada que não estivesse no coração do Pai, Ele era obediente e por causa da obediência, venceu! O Modelo dos 12 nasceu no coração do Pai.

COMO LEVANTAR MEUS DOZE?

1. ORAÇÃO. Jesus, antes de escolher os doze, orou, subiu ao monte e buscou em Deus.
2. Não olhe o que eles são hoje, mas, o que podem se tornar. Jesus não olhou posição social, ou, quantos diplomas eles tinham, se eram doutores. Jesus não olhava o que eles eram no presente , Ele tinha a visão do futuro. Para levantar os doze, temos que ter a visão do futuro.
3. Aproxime-se deles, ensine-os. Não há avivamento, ou mudança, sem ensino. Jesus os ensinou onde iriam, por onde passariam, e como agiriam. Deu todas as coordenadas, ensinou-os. Líder tem que saber ensinar a seus discípulos. É preciso ler a Bíblia, orar e jejuar, pois, se o líder para, os discípulos param. Os discípulos não irão além do líder.
4. Não escolha no meio da multidão. Jesus não escolheu seus doze no meio da multidão, eles foram chamados separados para o discipulado. Afaste-os e os ensine, para que sejam também frutíferos e possam saber lhe dar com a multidão.
5. Ensine-os como lidar com a multidão. Do versículo 7 ao versículo 15, Jesus os ensinou a lhe dar com a multidão. Se eles não souberem, podem até esmorecer. Ministre autoridade sobre eles, sem autoridade, não se conquista multidões. Os 12 Têm autoridade em nome de Jesus.

Levante seus doze, eles estão perto de você. Busque de Deus e Ele lhe mostrará.

Shalom!
Pr. Helbert S. Malaquias
Ano da colheita

Nenhum comentário:

Postar um comentário